Apple retorna à CES após 27 anos, mas não para um novo produto... Download MP3• Elite Music - Walcyr News

Ads link

Apple retorna à CES após 27 anos, mas não para um novo produto...

Apple retorna à CES após 27 anos, mas não para um novo produto

A Apple sempre se contentou em fazer as coisas do seu jeito. Tradicionalmente, desprezava os grandes eventos de tecnologia, preferindo se manter sem ter que se preocupar com seus rivais. É por isso que é quase uma grande surpresa que a empresa esteja presente na CES 2020, mas não pelas razões que você imagina. Embora empresas como Samsung e Microsoft possam ter a sala de exposição para mostrar seus produtos e tecnologia, a Apple subirá ao palco ao lado da FTC e do Facebook não para apresentar um novo produto, mas para falar sobre seu tópico favorito: privacidade.


 Alguns criticaram a Apple por transformar a privacidade em um produto e em uma commodity, tornando-a um ponto de destaque nos recursos de seus dispositivos e serviços. Independentemente disso, trata-se de um tópico próximo e querido do coração da empresa e, desta vez, não será necessário colocar um cartaz que atinja as atividades de seus concorrentes.

 A “Mesa-redonda do diretor de privacidade” pode ser interessante, mesmo que seja apenas pelas empresas e organizações que participarão dela. Além da Apple, a mesa redonda inclui a Procter & Gamble, a Federal Trade Commission dos EUA e o Facebook. A Apple e o Facebook não foram exatamente os melhores amigos quando se trata desse assunto, especialmente depois de algumas táticas questionáveis ​​usadas pela gigante das redes sociais para superar o escrutínio da Apple.

 A Apple está projetando uma imagem de ser uma defensora da privacidade do usuário, mesmo em meio à intensa pressão do governo dos EUA. É um tanto interessante que a lista de participantes não inclua outras agências governamentais que tentaram dar um suspiro no pescoço da Apple a esse respeito. Sem dúvida, ele aparecerá na mesa redonda de qualquer maneira.

 A Apple participou da CES pela última vez em 1992, quando o infeliz Newton foi revelado. Apesar de não ter presença ativa nesses eventos, a sombra e a influência da Apple ainda são palpáveis, graças aos acessórios e dispositivos que se conectam aos serviços e produtos da Apple. Ou de sinalização divulgando o espírito da empresa. Instale nosso aplicativo clicando aqui...

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.