NASA vê outro ciclone em Júpiter e é tão grande quanto o Texas

NASA vê outro ciclone em Júpiter e é tão grande quanto o Texas

Depois de evitar um eclipse mortal, a sonda Juno da NASA fez uma descoberta surpreendente: há outro ciclone em Júpiter e é do tamanho do Texas. O ciclone está localizado no pólo sul do planeta, juntando-se a outras seis tempestades semelhantes, todas agrupadas na região. O ciclone foi avistado em 3 de novembro durante o 22º sobrevoo da sonda, mais de três anos após o lançamento da missão.


 O Juno é uma espaçonave movida a energia solar, o que significa que depende da luz solar para continuar operando. A NASA diz que a equipe por trás da missão realizou semanas atrás que a órbita de Juno a levaria à sombra de Júpiter, o que provavelmente mataria a espaçonave devido à incapacidade de mantê-la aquecida.

 A sonda continua viva, no entanto, devido ao pensamento rápido e ao desenvolvimento de uma solução totalmente nova que permitiu a Juno "pular" a sombra. Do outro lado dessa manobra que salvou vidas, veio a nova descoberta de ciclones, recompensando a equipe por seus esforços.


 Em julho de 2016, Juno fez sua descoberta inicial de ciclones: existem seis ciclones localizados no pólo sul do planeta e nove no seu pólo norte. Os pesquisadores tiveram muitas perguntas sobre essas tempestades rotativas, como se esses eventos rotativos são essencialmente permanentes ou se dissiparão.

 Anos depois, os ciclones ainda estão presentes e a NASA adicionou um sétimo à lista. Esse ciclone recém-descoberto é maior que o Texas, mas o torna pequeno em comparação com seus irmãos. Como mostra a imagem acima, algumas das outras tempestades são do tamanho de todo os Estados Unidos, tornando-as enormes além de tudo o que vimos em nosso próprio planeta.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.