ferramenta Android Flash Tool baseada na Web pode facilitar a vida dos desenvolvedores


Comparado a outras plataformas móveis, invadir dispositivos Android é relativamente mais fácil, mas isso não significa que é indolor, exceto pelos desenvolvedores mais experientes. Mesmo o simples ato de piscar, ou seja, instalar uma nova imagem do Android, em um telefone Android desbloqueado, já pode causar muita dor de cabeça com a infinidade de ferramentas e etapas necessárias. Para ajudar a acelerar a adoção das versões e atualizações mais recentes do Android, o Google está lançando uma ferramenta para facilitar esse processo, exigindo nada além de um navegador da web compatível e o cabo USB do seu telefone.


 Para ficar claro, essa não é uma ferramenta para atualizar à força o telefone para a versão mais recente do Android. Ele simplesmente utiliza as compilações AOSP (Android Open Source Project) que o próprio Google gera regularmente e instala no telefone através da magia do Project Treble do Android. Destina-se aos desenvolvedores não apenas testar essas compilações, mas também seus aplicativos e patches para essas versões do AOSP.

 Essas compilações existem desde o ano passado, mas o ano novo é a Android Flash Tool para navegadores da web. É basicamente um aplicativo da web, aproveitando a nova API WebUSB, para dar ao navegador acesso a um telefone Android conectado. Os desenvolvedores não apenas poderão pular a compilação do AOSP toda vez que não precisarão fazer o download dessas imagens e das ferramentas de configuração, como fastboot e adb, para exibir essas imagens AOSP.

 Isso não acontece completamente por mágica, é claro, e os desenvolvedores ainda precisam atender a alguns requisitos básicos. Por um lado, o navegador da Web deve poder usar a API WebUSB, o que é verdade para o Google Chrome e até o Microsoft Edge versão 79 ou superior. O telefone Android também deve suportar o Project Treble, o que significa qualquer telefone certificado enviado com o Android 8.0 pronto para uso.


 É uma ferramenta pequena, mas que pode ajudar a acelerar a criação e o teste de imagens AOSP, especialmente para os telefones Pixel do Google. Ele também demonstra um dos benefícios do Project Treble e, esperançosamente, pode abrir caminho para um novo sistema de atualização de telefones compatíveis com os níveis recentes de segurança do Android.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.