PlayStation abandona Facebook e Instagram à medida que o boicote cresce


O PlayStation da Sony é a última grande empresa a abandonar o Facebook e o Instagram, pelo menos temporariamente. A empresa aderiu a um boicote em andamento que envolverá a suspensão de anúncios na plataforma durante o mês de julho. Nesse caso, a PlayStation confirmou que suspenderá toda a sua atividade nos dois sites de mídia social, incluindo o compartilhamento de conteúdo não pago.


 O Facebook é o assunto de um boicote em andamento chamado "#StopHateForProfit", organizado pela Liga Anti-Difamação. Os objetivos do boicote são simples: fazer com que anunciantes, principalmente os grandes, suspendam seus anúncios nas plataformas do Facebook durante o mês de julho. O Facebook depende muito de anúncios de receita, de modo que o boicote visa atacar onde a empresa é sensível.

 Os organizadores criticam o Facebook por sua suposta inação e permissão de discurso de ódio na plataforma, uma visão alimentada por declarações feitas pelo CEO da empresa, Mark Zuckerberg, nas últimas semanas. Além de odiar o conteúdo do site, o Facebook também é acusado de fechar os olhos à supressão flagrante de eleitores em sua plataforma.

 Vários anunciantes aderiram ao boicote, incluindo grandes como Unilever e Coca-Cola, o último dos quais está interrompendo toda a publicidade em mídia social. O mais recente a ingressar na lista é o PlayStation, conforme relatado pela Games Industry, embora nem ele nem a Sony estejam atualmente listados no site oficial do boicote no momento.

 Em comunicado à publicação, a equipe PlayStation disse que está apoiando o boicote #StopHateForProfit e que, como resultado, interromperá sua atividade no Facebook e Instagram em todo o mundo durante o mês de julho. Isso abrange anúncios e conteúdo não pago.

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.