Saúde

OMS: recomenda a 1ª vacina contra malária para crianças a partir dos 5 meses

OMS: recomenda a 1ª vacina contra malária para crianças a partir dos 5 meses

A Organização Mundial da Saúde recomendou a vacina recombinante contra a malária baseada em proteína RTS, S para uso com crianças que vivem em locais com risco de transmissão moderado e alto. A organização anunciou sua recomendação hoje, afirmando que deve haver “uso generalizado” desta vacina com crianças após um programa piloto menor em países selecionados.

A RTS, S tem a distinção de ser a primeira vacina contra a malária que oferece alguma proteção contra a doença em crianças pequenas. O produto foi testado em um programa piloto contínuo em vários países nos últimos dois anos; mais de 800.000 crianças já receberam a vacina contra a malária como parte deste ensaio.

Infelizmente, a malária – uma doença grave causada por parasitas e transmitida por mosquitos – continua a ser a principal causa de morte e doenças em crianças que vivem na África Subsaariana. De acordo com a OMS , mais de um quarto de milhão de crianças menores de cinco anos morrem todos os anos nesta região de malária, tornando a vacina um marco importante para a saúde pública na região.

Falando sobre isso está o Diretor Regional da OMS para a África, Dr. Matshidiso Moeti, que disse:

Por séculos, a malária perseguiu a África subsaariana, causando imenso sofrimento pessoal. Há muito tempo esperávamos por uma vacina eficaz contra a malária e agora, pela primeira vez, temos essa vacina recomendada para uso generalizado. A recomendação de hoje oferece um vislumbre de esperança para o continente que carrega o fardo mais pesado da doença e esperamos que muito mais crianças africanas sejam protegidas da malária e se tornem adultos saudáveis.

A recomendação cobre crianças em locais de alto risco que receberão quatro doses da vacina a partir dos cinco meses de idade. A OMS afirma que sua recomendação é baseada em dados sobre recipientes de vacinas em três países africanos; cerca de 2,3 milhões de doses da vacina contra a malária foram administradas nos últimos dois anos, revelando um “perfil de segurança favorável”.

Um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Seu idioma »
Este site utiliza cookies para oferecer a melhor experiência aos  nossos leitores ,  analisar o tráfego e para fins de avaliação de anúncios. Ao aceitar estará a consentir nossos termos.   
Privacidad